domingo, 9 de novembro de 2014

VAMOS DERRUBAR ESTE MURO


Aquilo que nos separa é pra ser insignificante diante daquilo que nos une. Ainda hoje vemos as Igreja que se dizem cristãs primando muito mais por dourinas e dogmas que pelos ensinamentos do Senhor Jesus. Vemos inerte a violência, o pecado, a prostituição; crescerem diante de nós e exigimos que as autoridades resolvam este grave problema enquanto a Igreja recua diante do avanço das hostes espirituais da maldade. Até quando iremos achar que este não é um problema da Igreja? Abandonemos a síndrome de Avestruz para dar lugar a visão de Águia. Abandonemos as catedrais, os suntuosos templos com poltronas acolchoadas, e ar condicionado, e vamos aos caminhos e valados....(Lucas 14.23), buscar as almas que perecem, os jovens que são mortos diariamente, nossas meninas que são violentadas gerando filhos sem compromisso, tirar da sarjeta o pai de família que por desconhecer o poder de Deus se permitem destruir. Por amor a humanidade vamos derrubar os muros da indiferença e da diferença. Vamos deixar o conforto para quando chegarmos na Cidade prometida aos que entendem que " aquele que perder sua vida por amor a Ele, acha-la-á. PARE E PENSE, antes que seja tarde de mais. ESTE MURO PRECISA CAIR TAMBÉM.
Bispo Elias Costa.
Igreja Agnus Belém